Para pensar:

O amor é a melhor música na partitura da vida. Sem ele serás um eterno desafinado no imenso coral da humanidade. (Roque Schneider)

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@


13 de ago de 2009

Festa de Natal no Lar de Zulma em dez/2008


Alegria é importante fonte de saúde e deve ser cultivada e compartilhada, por isso, nosso grupo procura ofertá-la como presente aos velhinhos de Zulma nas festas de fim de ano.

Nossa tragetória começou assim ...

por Inara Schultz -

Iniciamos nossas atividades no ano de 1999 cantando sem qualquer técnica, apenas com a vontade. No princípio reunimos um grupo de 30 pessoas, ou seja, todos foram chamados e passamos (sem compromisso aparente) a cantar nos natais músicas da cantora Simone com o Cd ao fundo, depois incluímos Roberto Carlos no repertório com a música O Homem. O tempo passa e a Espiritualidade manifestou-se por meio de algumas mensagens onde recebi um chamado para conduzir este grupo e sem saber como fui repassando o que a intuição e as vozes dos amigos espirituais indicavam. Senti falta de um acompanhamento instrumental para dar mais harmonia as canções, então comecei a orar pedindo alguém que nos ensinasse técnica vocal e que tocasse um instrumento, cheguei a pedir inclusive na tribuna nas doutrinárias. Algum tempo depois Deus nos enviou a Magda em meu ambiente de trabalho e foi um (re)encontro, muitas afinidades e sintonia musical, um momento de luz. Falei do trabalho, fiz o convite, ela aceitou e iniciou-se a parceria com o grupo que hoje conta com 15 integrantes. Certo dia para minha surpresa recebi um Cd com a música cativar, o grupo cantou-a de modo afinado (pela primeira vez) e encantou. Buscamos várias sugestões para o nome do grupo e a sugestão que prevaleceu foi Cativar. Um dos nossos maiores desafios foi levar a música para fora dos muros da nossa casa espírita, mas com o amparo da Espiritualidade, quando ia fazer exposição doutrinária (palestras) convidava a Magda com seu violão, cantávamos uma música e ao final sempre falava da existência do grupo. Em muitos lugares o livro Obras Póstumas nos acompanhou e a mensagem do espírito do maestro Rossini era lida com o intuito de esclarecer a importância da música espiritualizada, desta forma era como se tívessemos "permissão" para cantar. Assim nasceu o grupo Cativar com a tarefa basicamente de:
- Tratar espiritualmente seus componentes, aparando arestas;
- Aprender a arte da disciplina;
- Mostrar que a música espiritualizada também é uma oração;
- Crescer como pessoas buscando a humildade e vencendo qualquer tipo de vaidade - somos um grupo e não há espaço para estrelismos.
Procuramos ainda cuidar do conteúdo das canções, suas mensagens a fim de que elas possam levar o Evangelho de Jesus a todos os irmãos encarnados e desencarnados. Este singelo trabalho também nos permite fazer amigos além-túmulo e aprender com eles que nos inspiram composições, letras, melodias como no caso das músicas Mãe, Canção de Maria e Canção da Fraternidade. Este é um breve resumo da tragetória deste grupo que em 2005, por exemplo, cantou com apenas 5 integrantes em Belo Horizonte/MG na Semana da Fraternidade como convidado especial para 900 pessoas durante três dias. Acreditar, confiar, persistir, cativar são nossas palavras de ordem. Sigamos com fé!


Foto: IV Fórum Espírita - Jesus Modelo e Guia da Humanidade
FEC- FESB - CRE 14 - São José - novembro de 2007.